Entram no ar primeiros 7 novos domínios genéricos de topo na internet

Entram no ar primeiros 7 novos domínios genéricos de topo na internet



 RIO - Os primeiros sete entre centenas de novos domínios genéricos de topo na internet (gTLD, ou “generic Top Level Domain”) — que são os sufixos que aparecem mais à direita em um nome de domínio na grande rede — passaram a valer a partir desta terça-feira. Se tudo correr como planejado, centenas de novos domínios entrarão em funcionamento ao longo de todo o ano, no que está sendo a maior expansão de nomes de domínio em toda a história da internet.

O Donuts, maior registrador de novos gTLDs, está introduzindo os seguintes domínios: .bike, .clothing, .guru, .holdings, .plumbing, .singles e .ventures. O registrador, que já deu entrada em mais de 300 gTLDs, planeja lançar mais sete em 5 de fevereiro: camera, .equipment, .estate, .gallery, .graphics, .lighting e .photography.
De acordo com o site “AdWeek”, qualquer pessoa pode registrar nomes dos novos gTLDs, de empresas e empresários até organizações e indivíduos. Corporações e outros detentores de marcas registradas podem ter garantidos nomes de domínio correspondentes durante um período de carência, ou seja, nenhum gaiato ou aproveitador poderá registrar, por exemplo, um domínio como “nikon.camera” antes da própria empresa Nikon durante este período.
Antes da expansão, havia apenas 22 domínios de topo, sendo os mais famosos .com, .net e .biz. O Icann, organização internacional que está gerenciando a expansão, já tem 1.930 novos nomes de domínios em vista.
“Existem hoje quase cinco vezes mais domínios genéricos de nível superior do que havia apenas alguns meses atrás, e isso se traduz em uma maior escolha para os consumidores”, disse ao site Akram Atallah, presidente do Icann. “Estamos tão ansiosos quanto todos os outros para ver que tipo de inovação estes novos domínios vão motivar no mundo on-line”.
Algumas empresas com grandes marcas, como Google, Amazon, Microsoft, General Motors, McDonald e American Express, já deram entrada em gTLDs. Outras empresas, porém, terão de defender suas marcas contra invasores cibernéticos — os chamados “cybersquatters”.
Já prevendo situações assim, o Icann oferece uma câmara de compensação para marcas onde companhias podem registrar suas “trademarks”, mas apenas com uma correspondência exata de texto. Por exemplo, a fabricante de sorvetes Kibon não poderá de início registrar domínios similares Quibom, Quebon etc.
O Icann recomenda que as empresas tirem proveito do período de carência exigido dos registradores antes que sejam disponibilizados gTLDs abertamente para o público.




Data: 31/01/2014

O Globo

Leia mais sobre esse assunto em http://oglobo.globo.com/tecnologia/entra...z2rwOdJAQ6


O Fórum e o Blog F2 - Suporte, sempre ajudam você com as Apostilas, tutoriais, e-books, vídeo-aulas, simuladores, gratuitos. Ajude também o Fórum e o Blog F2 - Suporte, fazendo uma doação, através do PagSeguro pode ser qualquer valor, por boleto, cartão ou débito em conta, contamos com sua ajuda!!!
 








***Visite nosso fórum***




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Pages