Os metaleiros também amam - Língua de Trapo, na final dos Festival dos Festivais, legendado...

Foi no começo do show do AC/DC, lá no Rock'n Rio
Que eu a conheci e me encantei
Ela dançava feito uma paranormal, ao som daquela banda de heavy metal
Eu me apaixonei

Foi uma espécie de amor a primeira vista, a pesar de ela ser um tanto narcisista
E new-wave demais pra minha cabeça
Com tudo isto, eu lhe dei respeito à beça
Lhe disse que curtia o B52 e fomos ao McDonald's depois

refrão: Os metaleiros também amam, meu amor
Os metaleiros também amam, sim senhor (repete)

Mas nosso amor por pouco tempo duraria,o bem querer se transformou em baixaria, o por quê eu não sei
Ela deu pra andar com o seu dedo em riste
E me rasgou quatro posters do Judas Priest
Eu não suportei

E taquei fogo em sua coleção dos Beatles
E em todos compactos do Sex Pistols, nem sequer poupando os discos do Clash
Eu quero mais é que ela vá pra Marrakesh, e que por aqui não mais retorne
Pra eu curtir em paz meu Ozzi Osbourne

refrão: Os metaleiros também amam, meu amor
Os metaleiros também amam, sim senhor (repete)



Língua de Trapo na final dos Festival dos Festivais (Globo, 1985)



CLIQUE NAS IMAGENS ABAIXO PARA NOS ENCONTRAR NAS REDES SOCIAIS E BLOGS.


.




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Pages